Geral

Creches

Por causa de atraso em edital, ano letivo começará em março

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 18:51 - 09 de janeiro de 2019

Por conta do atraso de um novo edital para a compra de vagas em escolas privadas, o ano letivo para algumas crianças em Maringá só vai começar em março. É que, pelo novo chamamento, publicado nesta quarta-feira (9), os envelopes das empresas interessadas só devem ser abertos no dia 5 de fevereiro.


Após isso, os documentos devem analisados em até 15 dias, com a possibilidade de prorrogação por igual período. Passado esse momento, a escola interessadas receberá visita técnica e isso deve levar até 45 dias – o que deve dar até o meio de março. Esse período também é prorrogável pela mesma quantidade de dias.


Na rede municipal, as aulas começam no dia 7 de fevereiro.


A prefeitura pretende pagar R$ 30,906 milhões pelos serviços – para que sejam atendidas duas mil crianças de 0 a 3 anos e 11 meses. Atualmente, a fila conta com 5,5 mil crianças.


Por criança a prefeitura pretende pagar R$ 1257,79 – R$ 2,5 milhões por mês, ou seja, quase R$ 31 milhões por ano.


No edital publicado no ano passado, a previsão era de R$ 1000 reais por criança – o que dava R$ 22 milhões por ano. Esse chamamento foi revogado após vários questionamentos.


A mudança aconteceu porque a Prefeitura antes se utilizava dos gastos que ela tem; não da iniciativa privada, que não compra itens de merenda por licitação, por exemplo. Além disso, o novo edital prevê colônia de férias, explicou a secretária municipal de educação, Valkíria Trindade, em entrevista à CBN Maringá.

Apesar de não estar no edital, a secretária informou que serão levados em conta os dados relativos à hipossuficiência da criança. Ou seja: o grau de carência dela: se a família está cadastrada em algum programa social ou não. Nesse caso, 1.957 crianças se encaixam no quesito.

A questão de vagas em creche se arrasta há anos. Em 2018, a Justiça determinou que a Prefeitura de Maringá deve zerar a fila. Segundo a Seduc, nos últimos dois anos quase 10 mil crianças aguardavam vagas.


Maringá tem mais de 80 salas desocupadas em centros municipais e em creches. De acordo com a secretaria, por conta de novas contratações parte deve ser ocupada. É que faltam servidores, mesmo com a convocação de quem foi aprovado no concurso do ano passado.


Por isso um novo concurso deve ser feito neste ano.

Bloco de Imagem

Secretária de Educação, Vakiria Trindade apresentou o novo edital para compra de vagas em creche nesta quarta-feira (9). Foto: Victor Simião/CBN Maringá

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo